OHSAS 18001 e ISO 45001: entenda as diferenças entre as normas


As normas OHSAS 18001 e ISO 45001 relacionam-se entre si, já que ambas fazem parte do Sistema de Gestão de Saúde e Segurança do Trabalho dos colaboradores de uma organização. Mas, existem algumas diferenças entre elas que iremos abordar ao longo do texto. A ISO 45001, por exemplo, foi lançada em 2018 para ser seguida como um padrão internacional, em substituição à norma OHSAS 18001.

Portanto, para sanar as dúvidas entre as OHSAS 18001 e ISO 45001, neste artigo, vamos explicar a importância do Sistema de Gestão de Segurança e Saúde do Trabalho, as diferenças entre as normas e o que fazer para obter a certificação. Confira!

As certificações do Sistema de Gestão de Segurança e Saúde do Trabalho

Até 2018, não havia uma certificação relacionada à saúde e segurança do trabalho emitida pela ISO. As organizações usavam a OHSAS 18001 (Occupational Health and Safety Assessment Series) de outra instituição, a British Standard Institution ― BSI, utilizada por muito tempo como padrão mundial.

Em 2018, portanto, a International Organization for Standardization finalmente lançou a ISO 45001. Relacionada ao Sistema de Gestão de Segurança e Saúde do Trabalho, a ISO 45001 segue o padrão das normas da qualidade (ISO 9001) e de meio ambiente (ISO 14001). Assim, as três certificações juntas conferem à organização o selo de que detém um Sistema de Gestão Integrado ― SGI.

Em resumo, a OHSAS 18001 foi substituída pela ISO 45001, que entrou em vigor em março de 2018. Como a OHSAS 18001 será descontinuada, as empresas certificadas pela primeira norma devem migrar para a ISO 45001. Para isso, convencionou-se o prazo de três anos, a partir da data de lançamento da ISO para realizar a migração.

Quais são as diferenças entre OHSAS 18001 e ISO 45001?

Além das diferenças que já mencionamos no tópico anterior, a nova norma traz pontos importantes de mudanças em relação ao antigo sistema de certificação. Um deles é o contexto da organização, em que a empresa deve compreender o seu papel no âmbito geral. Ademais, existe a necessidade de envolvimento das pessoas que ocupam os cargos mais elevados na companhia, inclusive a participação de todos os colaboradores da companhia, independente do cargo que ocupam. Assim, a conscientização é enfatizada para que se alcance o objetivo da certificação com excelência.

Outro ponto é a atualização a respeito da documentação, que agora passa a se chamar de Controle de Informação Documentada.

Como implementar a ISO 45001 em uma organização?

Existem duas situações em que uma empresa pode se enquadrar caso queira implantar o sistema de gestão ISO 45001. Ela pode já ter a certificação OHSAS 18001 e fazer a migração ou implementar de modo nativo a nova norma. Mostraremos, em seguida, quais são os passos necessários para cada uma delas.

Empresas certificadas na OHSAS 18001

Para empresas que já têm a OHSAS 18001, é necessário realizar a migração para a ISO 45001, uma vez que o prazo máximo para finalizar todo o processo é de três anos. Sendo assim, é preciso atender alguns requisitos para ter sucesso nessa empreitada.

Em primeiro lugar, deve-se fazer um diagnóstico do sistema atual. Dessa forma, será possível identificar os eventuais pontos em que a norma não está sendo efetiva. A partir disso, deve ser feito um plano de ação, que guiará as atividades a serem desenvolvidas.

Posteriormente, deve-se iniciar a implementação dos requisitos apontados na etapa anterior. Atendida essa fase, é realizada uma auditoria interna para que o auditor certifique que todos os requisitos da norma estão sendo cumpridos. Após a etapa interna, a empresa segue para a auditoria externa, que irá certificar que a companhia atende as exigências da ISO 45001.

Empresas sem certificação

Para as empresas que ainda não possuem a certificação OHSAS 18001, o processo é o de implantação da ISO 45001. Assim, o ponto de partida é a definição de um plano de ação, no qual deve-se traçar a execução de todos os passos.

Depois disso, parte-se para o atendimento aos requisitos da norma, pois somente assim poderá alcançar a certificação. A empresa deve organizar treinamentos para conscientizar toda a equipe acerca do evento. A auditoria interna, além da externa, também são necessárias como forma de verificar o cumprimento às exigências da norma.

Portanto, a diferença entre a migração e a implantação, é que na primeira, deve-se fazer um diagnóstico do que já está sendo feito no sistema atual e o que precisa ser implementado para cumprimento da nova norma, a ISO 45001. Enquanto no caso de implementar a norma pela primeira vez, deve-se desenhar os processos “do zero”.

Como a blwinner pode ajudar a sua empresa?

Implantar um Sistema de Gestão de Saúde e Segurança do Trabalho em uma organização é essencial para demonstrar a preocupação genuína da empresa com o bem-estar dos colaboradores.

A blwinner é a parceira ideal para ajudar a sua empresa a desenvolver um Sistema de Gestão de Saúde e Segurança do Trabalho, seja na migração entre as normas ou na implementação da ISO 45001. Além disso, conta com uma plataforma online de certificação que pode ser acessada de qualquer computador conectado à internet. Você pode fazer um teste gratuito agora mesmo a fim de conhecer os benefícios do nosso modelo de certificação à distância. Não perca essa chance de certificar a sua empresa com a blwinner!

Gostou do nosso conteúdo? Ficou alguma dúvida sobre o assunto? Deixe seu comentário!

Comentários

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *